Bruna Rezende

Olá! :D


ENSAIO OPCIONAL (02/03)

A separação dos organismos em cinco grandes reinos proposta por Whittaker na década de 60 defende a existência de diferentes escalas de complexidade dos organismos, sendo os componentes do reino monera os "menos evoluídos" e os integrantes do reino animal, os mais evoluídos. Essa ideia permaneceu vigente por muitos anos e permeou o pensamento tanto da comunidade científica quanto do público em geral. Anos depois, o critério de classificação dos organismos se alterou, levando em conta características genéticas dos organismos a fim de compará-los com mais êxito. Atualmente, a árvore proposta por Whittaker parece absurda, entretanto, é importante lembrar que o sistema de classificação biológica é arbitrário e, muitas vezes, utilizado de forma a defender a hipótese do autor. A presença da subjetividade não desqualifica os critérios utilizados, já que cada sistema possui um objetivo e são úteis quando se observa o contexto histórico no qual estão inseridos e quais são as informações disponíveis aos pesquisadores para a construção de um sistema e a seleção de critérios.

Comentário do Juan

O uso de frases diretas favorece na legibilidade do texto. Possivelmente, a primeira frase poderia ser mais curta (o tamanho está bom, mas talvez não na primeira frase). A construção “tanto […] quanto […]” poderia ser substituída simplesmente por “[…] e […]”. Em

Atualmente, a árvore proposta por Whittaker parece absurda, entretanto, é importante lembrar que o sistema de classificação biológica é arbitrário e, muitas vezes, utilizado de forma a defender a hipótese do autor. A presença da subjetividade não desqualifica os critérios utilizados […]

não fica clara a conexão entre a primeira e segunda oração (há uma “quebra de rítmo”) —- um ponto final seria adequado. Dessa forma, a segunda frase (“A presença […]”) teria mais coesão com a anterior. Por fim, é possível evitar o uso de dois “e”s em “[…] já que cada sistema possui um objetivo e são úteis quando se observa o contexto histórico no qual estão inseridos e quais são as informações disponíveis aos pesquisadores para a construção de um sistema e a seleção de critérios.”?


ENSAIO 2 (16/03)

As formigas cortadeiras constituem um grupo chamado Atinni, sendo as do gênero Atta e Acromyrmex seus principais representantes. Suas colônias podem atingir milhões de indivíduos e o fungo é um dos seus elementos mais importantes. As folhas coletadas nas atividades de forrageio são implantadas numa espécie de "fazenda de fungo" e o produto da decomposição desse material é o que servirá de alimento para todo o formigueiro. Além do comportamento de eussocialidade desses insetos, a simbiose existente entre as formigas e o fungo é uma característica vital que permanece com muitos elementos a serem desvendados.

Comentário (por William)

As formigas cortadeiras constituem um grupo chamado Atinni, sendo as do gênero Atta e Acromyrmex seus principais representantes. Suas colônias podem atingir milhões de indivíduos e o fungo é um dos seus elementos mais importantes. As folhas coletadas nas atividades de forrageio são implantadas numa espécie de "fazenda de fungo" (faltou explicar como funciona a fazenda) e o produto da decomposição desse material é o que servirá de alimento para todo o formigueiro (período longo). Além do comportamento de eussocialidade desses insetos, a simbiose existente entre as formigas e o fungo é uma característica vital que permanece com muitos elementos a serem desvendados (exemplificar).

——

ENSAIO 3 (23/03)

Um pesquisador, buscando compreender o padrão de escolha de parceiros ideais em casais heterossexuais, realizou um questionário com as características mais procuradas por homens e mulheres. Em sua conclusão, demonstrou-se que mulheres tinham preferência por homens com elevado poder aquisitivo e que não fossem agressivos. Ao propor hipóteses sobre o porquê dessa preferência, o contexto social foi excluído, tornando os dados questionáveis. Ao pressupor que a escolha das mulheres se baseia no cuidado da prole reduz o comportamento humano à uma visão darwiniana. Como uma espécie social, levar em conta história de vida, os traumas, as preferências e até mesmo classe social é de extrema importância para entender o comportamento humano sem uma visão simplista.

Comentário Caio Felipe

Achei a escolha do tema muito boa para um parágrafo de introdução, mas não acho que fosse possível concluir essa discussão em um único parágrafo, pois o este assunto aproxima outras questões como os diferentes papéis biológicos e sociais na determinação das preferências dos indivíduos, por exemplo. E ainda uma discussão acerca da limitação das esferas social e biológica e ainda se seria possível ou não traçar limites dissociados para essas esferas. E no final do texto, é dito que o pesquisador tem uma visão simplista do comportamento humano (eu concordo), mas acredito que isso poderia ser melhor argumentado. Assim, mesmo alguém sem base sobre os assuntos poderia entender os problemas de tratar a espécie humana como uma entidade estritamente biológica, ignorando a importâncias das interações sociais. Em resumo, acho que o tema escolhido é digno de um texto inteiro.
——

ENSAIO 4 (20/04)

Do ensino médio até minha entrada no curso superior, os exemplos de cientistas de sucesso foram quase que totalmente masculinos. Hoje, assistindo à aula sobre Endossimbiose me vi deslumbrada pela genialidade das hipóteses e predições levantadas por Lina Margulis. Além disso, foi me apresentada também a importância da obra de outra pesquisadora: Libbie Henrietta Hyman. Ao lado do deslumbre, veio um sentimento de frustração ao lembrar de outras disciplinas que atenuam ou nem citam a participação de mulheres. Relembrar e salientar a participação de mulheres na ciência não é importante apenas pela visibilidade, mas também pela veracidade ao reconstruir a história da ciência. Assim como Lina e Libbie, existem muitas mulheres em diferentes campos da ciência que foram cruciais para o avanço tecnológico e intelectual que temos hoje. Conhecer a obra e a vida dessas e outras pesquisadores é um incentivo a outras mulheres cientistas que podem se sentir intimidadas pelo machismo presente na ciência.

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License