CaioFelipe

Ensaio Opcional 02/03/2018

A biologia evolutiva é uma área complexa, pois tenta descrever as relações de parentesco entre os seres vivos numa escala de tempo muito grande, o tempo evolutivo. O problema de se trabalhar com a evolução é que não possuímos uma máquina do tempo, para observar linhagens ancestrais se diferenciando, deste modo, muita informação é omitida pelo decorrer da própria história evolutiva, deste modo o que nos resta como uma alternativa para entender as relações entre os organismos é olhar para o presente e a partir disso obter ferramentas para inferir de maneira mais confiável possível uma possibilidade aceitável sobre como os seres vivos atuais estão relacionados historicamente. Uma das dificuldades que ficam evidentes na reconstrução de relações filogenética é a diminuição da subjetividade, o que é uma tarefa difícil quando estamos enviesados pelo mundo percebido pelos nossos sentidos, porém, uma filogenia subjetiva não é necessariamente ruim, contanto que ela cumpra sua função de descrever as relações entre os seres e que convença a comunidade a hipótese levantada, até que uma melhor seja apresentada. Entretanto a diminuição da subjetividade continua sendo importante para que o método científico continue sendo bastante confiável e, atualmente, isso é feito utilizando características biomoleculares dos organismos que geram boas filogenias mais objetivas para se trabalhar.

Comentário de Rafael Viana

O tema que foi colocado na oração título ficou desconexo com o conteúdo do texto. Muitas frases foram encadeadas numa só, e o assunto tratado muda dentro do corpo do texto (primeiro fala do problema de se trabalhar com evolução e depois da subjetividade nas relações filogenéticas). A conclusão do título começou com uma adversidade, o que deu a impressão de que você contradiz tudo o que foi falado.

Ensaio 1 dia 09/03

O método de maximum likelihood é muito bom para se trabalhar com diferentes parâmetros/modelos. Este método leva em consideração um conjunto de modelos possíveis para explicar os dados observados. Assim, é possível identificar qual o melhor modelo para se trabalhar, ou seja, o parâmetro que melhor explica os meus dados. Isso é possível pois a própria função de likelihood, quando maximizada, me mostra qual o parâmetro que melhor explica meu conjunto de dados.

Comentario dia 16/03/2018, por Thiago Giove

Texto convoluto.Mas claro, e sem erros ortográficos.Não muito didático para alguém que não conhece o método de likelihood

Ensaio 2 dia 16/03

Evolução convergente é um fenômeno bastante recorrente quando observamos a natureza. Tal fenômeno é muitas vezes evitado por reconstruções filogenéticas dicotômicas e parcimoniosas. Entretanto ele pode ser muito importante para a compreensão da realidade. Isto é, a evolução convergente de caracteres nos dá uma visão importante sobre o quão bem-sucedido foram as características X nos cenários Y. Uma vez que características aparentemente semelhantes surgem diversas vezes em cenários aparentemente diferentes. Em outras palavras possibilita a identificação de tendências evolutivas.

Comentário de Daniel Castro Pereira (23.III.2018)
O texto é sucinto e de fácil compreensão. As observações são: 1. a frase "Uma vez que características aparentemente semelhantes surgem diversas vezes em cenários aparentemente diferentes" está colocada de forma estranha, pois ela devia ser precedida por vírgula e não por ponto. Mas como a oração ficaria extensa, o ideal seria reconstruir a estrutura dessa frase; 2. a frase de conclusão é vaga e poderia ser mais desenvolvida. Como sugestão, algumas orações poderiam ser reforçadas por meio de citações bibliográficas.

Ensaio 3 dia 23/03

A lesma Elysia chlorotica é um animal fotossintetizante. Ela adquire esta habilidade através de um fenômeno denominado cleptoplastia. Este fenômeno consiste em “roubar” o cloroplasto de uma espécie de alga, a Voucheria litorea. A lesma rouba os cloroplastos através da ingestão do material citoplasmático da alga. Estes cloroplastos ficam no citoplasma das células do trato digestivo da lesma. Os mecanismos que ela utiliza para manutenção do cloroplasto ainda são desconhecidos. O que sabemos através da literatura é que esses cloroplastos não são herdados pela prole da lesma, mas para completar seu ciclo de vida, ela precisa, necessariamente, ingerir os cloroplastos da V. litorea.

Comentário por bruna rezende

Achei o parágrafo bem redigido. No início, achei que algumas sentenças poderiam ser mais longas e com mais conectivos para que a leitura fosse mais fluida. No geral, as informações mais importantes foram colocadas e acho que conseguiu resumir bem.

Ensaio 4 20/04

A primeira grande extinção em massa ocorreu por volta de 3 bilhões de anos atrás. A vida na terra primitiva era composta de organismos anaeróbios. A atmosfera era completamente redutora. Quando surgiu um organismo capaz de produzir oxigênio, este elemento intoxicou a atmosfera, tornando-a oxidante. A grande diversidade de seres vivos da época era intolerante ao poder oxidante dessa molécula, e por isso foram extintos. Devido à magnitude desse evento, pode ser considerado como a primeira grande extinção em massa do planeta terra.

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License